Primeiro Ministro inaugura PACT 3.0 e anuncia cedência de terreno à Universidade de Évora

Foi hoje inaugurada a última fase de expansão do Parque do Alentejo e Ciência e Tecnologia (PACT), uma estrutura da qual a Universidade de Évora é parceira e que tem sido preponderante na ligação do mundo académico ao empresarial. O Primeiro-Ministro, Luís Montenegro, esteve em Évora para inaugurar o “Complexo PACT 3.0”, constituído por quatro novas infraestruturas de ponta, com um total de cerca de 6.000 metros quadrados, que se juntam a outros dois edifícios já existentes. Nesta sessão marcaram presença a Reitora da Universidade de Évora, Hermínia Vasconcelos Vilar, o Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto Sá e Soumodip Sarkar, Presidente Executivo do PACT.

 

 

Na sua intervenção Luís Montenegro anunciou a atribuição do direito de superfície de um terreno do Estado, junto ao futuro Hospital Central do Alentejo para a construção do Polo da Saúde da Universidade de Évora. Luís Montenegro considerou que esta cedência de terreno “é uma oportunidade para dinamizar o nosso tecido de conhecimento na área da saúde, a atração de estudantes e todo o desenvolvimento, que é muito meritório da Universidade de Évora, e de potenciar também na área da saúde mais capacidade de resposta”.

A Reitora da Universidade de Évora, Hermínia Vasconcelos Vilar, partilha a visão do Primeiro Ministro tendo referido que “uma das ideias que tem estado sempre subjacente desde o início do PACT é a profunda ligação entre a produção do conhecimento e a sua aplicação e a ligação às empresas. O que se procurou é que o PACT seja um espaço de inovação, de empreendedorismo que realmente permita que o conhecimento que é produzido nas IES seja cada vez mais conhecido e aplicado pelo tecido empresarial e pelos protagonistas da região, contribuindo assim para o crescimento e desenvolvimento do território. Este PACT é o PACT do Alentejo; não é apenas o PACT de Évora. É o PACT que procura contribuir para o desenvolvimento de todo o território, compromisso que é também da Universidade de Évora.

Para Soumodip Sarkar, presidente executivo da instituição e docente do Departamento de Gestão da Universidade de Évora, “com a construção do Complexo PACT 3.0, o PACT consolida o seu papel enquanto agente impulsionador do desenvolvimento regional e renova a sua ambição em fazer do Alentejo uma referência global na área da inovação”. 

Com a assinatura do arquiteto João Carrilho da Graça, o projeto de ampliação das infraestruturas do PACT tem como principal objetivo reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação na região Alentejo.

Assista à sessão aqui.

Publicado em 21.06.2024