Gerindo trajectórias de final de vida em cuidados paliativos: um estudo sobre o trabalho dos profissionais de saúde

Cofinanciado por:
Acrónimo | ETIC
Designação do projeto | Gerindo trajectórias de final de vida em cuidados paliativos: um estudo sobre o trabalho dos profissionais de saúde
Código do projecto | PTDC/SOC-SOC/30092/2017
Objetivo principal |

Região de intervenção |

Entidade beneficiária |
  • Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas(líder)
  • Instituto Politécnico de Portalegre(parceiro)
  • Universidade de Évora(parceiro)

Data de aprovação | 06-07-2018
Data de inicio | 24-09-2018
Data de conclusão | 23-09-2021

Custo total elegível | 299742 €
Apoio financeiro da União Europeia |
Apoio financeiro público nacional/regional | República Portuguesa - 299742 €

Resumo

Este projecto pretende estabelecer as bases para uma profunda e consistente investigação sociológica sobre o trabalho dos profissionais de saúde nos diferentes tipos de equipas de cuidados paliativos (CP) existentes em Portugal, a fim de desenvolver um modelo de base capaz de aumentar a qualidade da intervenção das equipas de CP, nomeadamente no que poderíamos chamar de a sua "dimensão social".


Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

Objetivos

Os objetivos do projeto são:

i) analisar os processos de definição e comunalização de trajetórias de final de vida (TFV) medicamente definidas postas em prática por profissionais de CP para reduzir a incerteza e apaziguar a inquietude e a discórdia entre atores relevantes (Os pacientes e suas famílias) em situações de TFV no quadro de CP; 

ii) identificar e sistematizar as principais dificuldades e desafios interacionais que ocorrem nesses processos de definição e comunalização; 

iii) compreender se e em que medida existe uma variação significativa neste tipo de processos em diferentes contextos de CP, isto é, em diferentes tipos de equipa de CP; 

iv) organizar, partindo do conhecimento produzido no quadro dos objectivos i), ii) e iii), um modelo de base de transferência de conhecimentos adequado para melhorar a qualidade das intervenções das equipas de CP, nomeadamente no que diz respeito aos processos em análise.

Atividades

1- Desenvolvimento da fase exploratória e de abertura de terrenos de investigação empírica;

2- Desenvolvimento da fase observacional com constituição de corpus;

3- Desenvolvimento da fase de entrevistas;

4- Desenvolvimento da fase de co-análise de dados;

5- Desenvolvimento da fase de transferência de conhecimento.

Resultados

Consideramos que as principais realizações esperadas da investigação aqui desenvolvida são:

(i) o avanço do conhecimento na nossa área, substanciado por (a)uma ampliação do campo de estudo da Sociologia da Saúde portuguesa, que tem produzido, até agora poucos estudos sobre cuidados paliativos (note-se que os cuidados paliativos são um campo recente de trabalho em nosso país); (b) uma melhoria do nosso quadro teórico, previamente estabelecido na nossa própria investigação sociológica, desenvolvido sobre cuidados paliativos, que será actualizado testando os conceitos utilizados num campo onde esperamos ver alguns de seus limites e possibilidades no trabalho;

(ii) a produção de informações e conhecimentos socialmente úteis (a) sobre algumas condições centrais de ação profissional e julgamento em cuidados paliativos, que podem ser úteis para a reflexão sobre as práticas dos profissionais da área; (b) que possam atender às necessidades das Organizações Não Governamentais e das Agências Públicas neste sector.