Novas metodologias de diagnóstico de doença articular em equinos

Cofinanciado por:
Designação do projeto | Novas metodologias de diagnóstico de doença articular em equinos
Código do projecto | ALT20-03-0246-FEDER-000019
Objetivo principal | Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de intervenção | Alentejo

Entidade beneficiária | Universidade de Évora(parceiro)

Data de aprovação | 12-09-2016
Data de inicio | 01-01-2017
Data de conclusão | 31-12-2018

Custo total elegível | 290564.70 €
Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 246980 €
Apoio financeiro público nacional/regional | 43584.70 €

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

Objetivos

Esta operação tem como objetivo geral a demonstração de metodologias objetivas e inovadoras no diagnóstico de doença articular (DA) em equinos, transferindo este conhecimento para empresas de serviços médico-veterinários e melhorando a capacitação técnica e valorização da produção de equinos no Alentejo. Pretende-se igualmente demonstrar a possibilidade de diagnóstico precoce de DA nesta espécie e, deste modo, implementar medidas terapêuticas adequadas, que permitam controlar a evolução da doença de forma a reduzir a taxa de refugo de cavalos de desporto pela existência de lesões articulares avançadas.

Atividades

1. Demonstração da utilidade da determinação da níveis séricos e sinoviais de biomarcadores de lesão articular no diagnóstico de DA; 2. Demonstração da existência de correlações entre lesões histopatológicas da cartilagem com níveis séricos e sinoviais de biomarcadores de DA e métodos de diagnóstico por imagem incluindo radiologia e ecografia; 3. Demonstração da existência de correlações objetivas entre os achados da artroscopia em estação com a artroscopia clássica, validação ex-vivo da técnica menos invasiva; 4. Demonstração prática da existência de correlações entre o exame objetivo de claudicações com sensores de inércia, alterações imagiológicas e os níveis séricos e sinoviais de biomarcadores de DA; 6. Demonstração e aperfeiçoamento de kits de diagnóstico para biomarcadores de DA que possam ficar disponíveis para a prestação de serviços de diagnóstico; 8. Demonstração da aplicabilidade destes marcadores como auxiliares na identificação de equinos com maior suscetibilidade à doença, antes da sua manifestação clínica, de modo a poderem ser utilizados como critérios de seleção.