2024

Anatomia Funcional Humana

Nome: Anatomia Funcional Humana
Cód.: DES10646L
6 ECTS
Duração: 15 semanas/156 horas
Área Científica: Ciências Biológicas

Língua(s) de lecionação: Português
Língua(s) de apoio tutorial: Português, Inglês
Regime de Frequência: Presencial

Apresentação

Morfologia básica e uma visão geral sistemática da anatomia humana do ponto de vista funcional.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Objetivos de Aprendizagem

Os objetivos incluem: (1) conhecer a localização e morfologia dos constituintes do aparelho locomotor; (2) descrever as estruturas de acordo com a terminologia anatómica; (3) relacionar as estruturas e a sua representação topográfica; (3) identificar as principais estruturas anatómicas à superfície do corpo por intermédio da palpação; (4) identificar a relação entre a estrutura articular e a amplitude de movimento disponível; (5) Conhecer a estrutura e funcionamento do músculo esquelético e o seu papel no movimento através das ações musculares individuais e conjuntas (grupos funcionais); (6) conhecer o papel do sistema nervoso no funcionamento do aparelho locomotor; (7) desenvolver capacidades de interpretação e análise dos fenómenos relacionados com o movimento corporal; (8) adquirir competências especificas de observação, descrição e de comunicação em terminologia anatómica, permitindo a discussão com outros profissionais afetos a diferentes níveis de conhecimento anatómico.

Conteúdos Programáticos

1. A Anatomia Humana e a Terminologia Anatómica
2. O Corpo Humano
a. Proporções e Regiões Corporais
b. Termos de Localização e Direção
c. Posição e Planos Anatómicos
d. Eixos de Rotação e de Movimento
3. Histologia Básica
a. Os Tecidos Corporais
b. O Tecido Conjuntivo
4. Os Ossos e as Articulações
a. As Estruturas Ósseas e o Esqueleto Humano
b. Classificação e Mecânica Articular
5. Os Músculos
a. O Músculo Esquelético: sua Morfologia e Função
b. A Terminologia Muscular e Mecanismos de Auxílio Muscular
6. O Esqueleto Axial
a. Osteologia, Artrologia e Miologia
b. O Sistema Neurovascular
c. Anatomia de Superfície ou Topográfica
7. Esqueleto Apendicular: Cintura Escapular e Membro Superior
a. Osteologia, Artrologia e Miologia
b. O Sistema Neurovascular
c. Anatomia de Superfície ou Topográfica
8. Esqueleto Apendicular: Cintura Pélvica e Membro Inferior
a. Osteologia, Artrologia e Miologia
b. O Sistema Neurovascular
c. Anatomia de Superfície ou Topográfica

Métodos de Ensino

Estão previstas 45 h de aulas teóricas (3 h/sem). Além da exposição oral com utilização de PPTs e vídeos sobre dissecação, pretende-se a participação ativa dos alunos. Incluem-se 30 h teórico-práticas (2 h/sem), onde se inclui a utilização de modelos anatómicos e utilização de software interativo. As sessões de orientação tutorial compreenderão sessões individuais ou coletivas, para esclarecimento de dúvidas e orientação do estudo. Também será relevante o trabalho através da plataforma moodle.
Será implementada avaliação continua mista ou por avaliação final. Na avaliação continua serão incluídos os resultados da componente teórica e teórico-prática. A teórico-prática (40% CF e nota mínima de 9.5 valores) é avaliada por 4 fichas. A teórica (60% CF e nota mínima de 9.5 valores em ambas) é avaliada por 2 frequências. Os alunos com nota inferior a 9.5 valores em ambas as componentes, participam em avaliação final. Para obter aprovação, a classificação mínima exigida é de 9.5 valores.

Avaliação

O processo de avaliação da UC de Anatomia Funcional Humana responde aos seguintes objetivos:


·       Classificar o desempenho do aluno no final do semestre


·       Fornecer o feedback que permita, ao docente e aluno, aferir o grau de articulação entre os conteúdos lecionados e os objetivos propostos


·       Estimular o acompanhamento continuo por parte do aluno


·       Permitir a monitorização necessária para diagnosticar e aferir o grau de sobreposição entre os objetivos pretendidos e os objetivos realmente alcançados, de forma a consolidar ou corrigir estratégias no processo ensino-aprendizagem


Deste modo a avaliação a esta UC será preferencialmente realizada por um processo de avaliação continua misto ou, não sendo possível, pela realização de uma avaliação final.


 


O PROCESSO DE AVALIAÇÃO CONTÍNUA (misto)


De acordo com o Regulamento Académico e com as diretrizes seguidas pelo Departamento de Desporto e Saúde, só poderão estar incluídos no processo de avaliação continua os alunos que obtiverem 75% de presenças efetivas e participativas, das aulas teórico-práticas lecionadas.  A única exceção será feita aos alunos com o estatuto de trabalhadores-estudantes ou associativo.


O aluno que tenha obtido aproveitamento em ano curricular anterior à componente prática da UC, pode pedir dispensa da frequência das aulas teórico-práticas, e manter a classificação obtida.


Para que o aluno tenha a possibilidade de seguir o processo de avaliação continua, além da percentagem mínima de presenças (exceto no caso dos trabalhadores-estudantes ou associativos) deverá ainda cumprir com dois requisitos adicionais:


1. Ter avaliação positiva (nota superior ou igual a 10 valores) na componente teórico-prática;


2. Ter avaliação positiva (nota superior ou igual a 10 valores) na componente teórica.


 A Classificação Teórico-Prática tem em consideração a realização de quatro fichas práticas, um relatório (anatomia de superfície), e a participação ativa nas aulas. Esta classificação contribui num total de 40% para a nota final.


·       1ª Ficha Prática – (10%)


·       2ª Ficha Prática – (10%)


·       3ª Ficha Prática – (10%)


·       4ª Ficha Prática – (10%)


A Classificação Teórica tem em consideração a realização de duas provas escritas. A primeira frequência engloba os módulos avaliados na Ficha 1 e 2, e a segunda frequência os módulos avaliados na Ficha 3 e 4. A classificação teórica contribui num total de 60% para a nota final. 



·       1ª Frequência – (30%)


·       2ª Frequência – (30%)


Ao seguir uma avaliação continua mista, considera-se contemplado que todos os momentos de avaliação serão realizados em horário letivo, exceto no caso da segunda frequência. A segunda frequência realizar-se-á na época de exames, no mesmo dia da realização do exame final. 



Serão admitidos a exame de recurso os alunos que obtiverem nota inferior a 10 valores na componente teórica ou na componente teórico-prática


A classificação final do processo de avaliação continua será encontrada através da seguinte fórmula:


Nota Final Unidade Curricular = (Fichas x 0.40) + (Frequências x 0.60)


 


O PROCESSO DE AVALIAÇÃO FINAL


Os alunos que obtiverem uma classificação inferior a 10 valores de nota final, participando em todos os momentos de avaliação continua e tendo cumprido o regime presencial obrigatório, realizarão exame final de recurso


Serão admitidos a exame final os alunos que obtiverem nota inferior a 10 valores na primeira frequência.


Serão admitidos a exame de recurso os alunos que obtiverem nota inferior a 10 valores na componente teórico-prática.


Será dispensado de exame final, o aluno que obtiver média (de todos os momentos de avaliação), igual ou superior a 10 valores.


Todas as alterações à forma inicial de avaliação estipulada neste programa deverão ser transcritas para o sumário da aula em que tal ocorra, o qual deverá ser assinado pela totalidade dos alunos presentes.


 


AVALIAÇÃO DO TRABALHADOR-ESTUDANTE OU ASSOCIATIVO


Cada aluno com o Estatuto de trabalhador-estudante ou associativo terá de:


1. Realizar todas as tarefas previstas para a avaliação teórico-prática


2. Realizar todas as tarefas previstas para a avaliação teórica



 

Bibliografia

Esperança Pina, J.A. (2015) Anatomia Humana da Locomoção (5ª Edição). Lidel
Seeley, R.R.; Tate, P.; Stephens, T. (2011) Anatomia & Fisiologia (8ª Edição). Lusociência
Shulte, E.; Schuenke, M.; Schumacher, U. (2015) General Anatomy and Musculoskeletal System (Thieme Atlas of Anatomy), Latin Nomenclature, Volume 1. (2nd Edition). Thieme Medical Publishers Inc

Equipa Docente (2023/2024 )