2023

Cultura Arquitetónica em Portugal

Nome: Cultura Arquitetónica em Portugal
Cód.: ARQ2542I
3 ECTS
Duração: 15 semanas/78 horas
Área Científica: Arquitectura

Língua(s) de lecionação: Português
Língua(s) de apoio tutorial: Português

Apresentação

Introdução aos temas, debates e materializações principais da cultura arquitetónica em Portugal (sécs. XIX-XX), apoiando aquisição conhecimento especializado e capacidade investigação pelos discentes.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Objetivos de Aprendizagem

«Temas Fundamentais da Cultura Arquitectura Portuguesa do Século XX» constitui o mote central da unidade curricular:
1. Aproximação sumária a uma Cultura Arquitectónica em Portugal, identificando permanências, recorrências e sínteses ao longo do tempo.
2. A partir de temas considerados paradigmáticos, aproximação ao território e paisagem, cidades e edifícios do Século XX em Portugal, dando a conhecer, em sentido lato, a Cultura Arquitectónica deste período, assim como as suas dimensões existenciais.
3. Identificação e caracterização críticas de um conjunto de bens imóveis portugueses do Século XX, circunscrevendo lógicas, matrizes, modelos e temas fundamentais.
4. Identificação e desmontagem críticas das relações espaço, forma, materialidade e fruição arquitectónicas em casos de estudo paradigmáticos de Arquitecturas Portuguesas do Século XX, procurando entregar conhecimentos e instrumentos susceptíveis de estimular a criatividade e o processo do Projecto de Arquitectura.

Conteúdos Programáticos

1. Cultura Arquitectónica em Portugal: raízes, caminhos, sínteses e limitações.
2. Cultura Arquitectónica do Século XX em Portugal: permanências e temas paradigmáticos.
3. Cidade, Território e Paisagem: modelos, matrizes e questões fundamentais.
4. O Problema da Casa Portuguesa.
5. A Exposição do Mundo Português de 1940.
6. O 1º Congresso Nacional de Arquitectura de 1948: teses fundamentais, questões políticas e envolvimento social.
7. O Inquérito à Arquitectura Tradicional e o Neo-Realismo: razões, impactos e consequências.
8. O Brasil e a Questão Colonial: experimentação, exotismo e novas escalas.
9. O Problema da Habitação e o Direito à Arquitectura: habitação social, novas cidades e conjuntos urbanos, e organização territorial.
10. A Revisão da Modernidade: novas dinâmicas culturais, económicas e urbanas, o regionalismo crítico e as críticas ao regionalismo.
11. Permanências da Cultura Arquitectónica Portuguesa do Século XX na contemporaneidade.

Métodos de Ensino

A metodologia de ensino assenta na escolha e exposição precisas dos conteúdos programáticos focados nos temas apontados, suscitando a participação crítica dos alunos. Neste quadro, procura-se que a maioria das aulas tenha construção formal análoga, com a exposição dos conteúdos a partir de sequências de imagens, com incidência particular sobre os casos de estudo respectivos e de acordo com os seguintes critérios:
1. Introdução e enquadramento geral
2. Aproximação ao tema programático
3. Aproximação a edifícios, cidades e/ ou territórios e paisagens, enquanto reflexos do tema programático
4. Concepção, articulação e significados formais, espaciais e materiais
5. Aprofundamento em casos de estudo
6. Conclusões
O regime de avaliação assenta na avaliação contínua (assiduidade e participação) e num exercício em grupo que promove e aprofunda a investigação sobre a Cultura Arquitectónica Portuguesa do Século XX, na perspectiva da conclusão do 2º ciclo do mestrado integrado.

Bibliografia

AAVV, Arquitectura Moderna Portuguesa 1920-1970. Lisboa: IPPAR, 2004
AAVV, Arquitectura Popular em Portugal. Lisboa: Ordem dos Arquitectos, 2004
FERNANDES, José Manuel, Geração Africana, Arquitectura e Cidades em Angola e Moçambique, 1925-1975, 2ª ed. Lisboa: Livros Horizonte, 2009
FERNANDEZ, Sérgio, Percurso Arquitectura Portuguesa 1930/1974. Porto: FAUP publicações, 1988
FIGUEIRA, Jorge, Escola do Porto: Um Mapa Crítico. Coimbra: Edições do Departamento de Arquitectura da FCTUC, 2002
KUBLER, George, A Arquitectura Portuguesa chã. Entre as Especiarias e os Diamantes: 1521-1706. Lisboa: Editorial Vega, 1988.
LINO, Raul, Casas Portuguesa, alguns apontamentos sobre o arquitectar das casas simples. Paris: Livros Cotovia, 1992
MAGALHÃES, Ana e GONÇALVES, Inês, Moderno Tropical, Arquitectura em Angola e Moçambique 1948-1975. Lisboa: Tinta da China, 2009
TOSTÕES, Ana, Os Verdes Anos na Arquitectura Portuguesa dos Anos 50, 2ª ed. Porto: FAUP publicações, 1997

Equipa Docente