2024

Teoria dos Jogos Aplicada às Relações Internacionais

Nome: Teoria dos Jogos Aplicada às Relações Internacionais
Cód.: ECN13119L
6 ECTS
Duração: 15 semanas/156 horas
Área Científica: Teoria Jurídico-Política e Relações Internacionais

Língua(s) de lecionação: Português
Língua(s) de apoio tutorial: Português, Inglês
Regime de Frequência: Presencial

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Objetivos de Aprendizagem

No final do semestre os alunos devem ser capazes de:
- Identificar as abordagens teóricas dominantes que explicam o processo de pensamento estratégico no sistema internacional;
- Compreender o processo político e das RI de tomada de decisão em contexto de certeza e incerteza;
- Identificar os principais instrumentos de teoria de tomada de decisão;
- Avaliar as implicações da modelação do comportamento estratégico;
- Intuir, formalizar, descrever um jogo;
- Identificar as principais instituições e atores políticos das RI em contexto de teoria dos jogos.

Conteúdos Programáticos

1. Fundamentos Básicos de Matemática. Noções Básicas de Cálculo, Álgebra e Probabilidades.
2. Árvores de Decisão em Relações Internacionais.
3. Teoria dos Jogos em Relações Internacionais.
3.1.Noções Fundamentais de TJ em RI: Jogos estáticos, jogadores, estratégias, pay-offs, equilíbrio de Nash em estratégias puras e mistas, backward induction
3.2. Aplicações
3.2.1. O caso do Dilema do Prisioneiro
3.2.2. Jogo da Guerra Fria e “détente”
3.2.3. Jogo do País Invasor/Defensor. Estratégia militar: Sun-tzu, Clausewitz.
3.2.4. Jogo de combate ao Terrorismo: FBI, CIA, NSA e combate à Al-Qaeda.
3.2.5. Jogo Comercial entre UE e EUA: O comércio livre como equilíbrio de Nash.
3.2.6. Jogo de Revolução
4. Teoria dos Jogos avançada

Métodos de Ensino

Aulas teórico-práticas (debate e trabalho de grupo)
Avaliação Contínua:
Trabalho individual: 20% em que se resolvem assignments semanais de cada tipo de jogo;
Trabalho de grupo: 30% em que se modela um caso real de RI a apresentar no final do semestre;
Teste: 50%
Ou eventualmente Avaliação por Exame Final (100%).

Avaliação

Em termos de avaliação, no que diz respeito ao regime de avaliação contínua, este consiste na realização de dois testes escritos: o primeiro, incidindo sobre os capítulos 1, 2 e parte do capítulo 3, valendo 40% no cálculo da classificação final; o segundo, incidindo sobre os capítulos 3 e 4, valendo 60%, no cálculo da classificação final. No que diz respeito ao regime de avaliação por exame final, este consiste na realização de um teste escrito (100%).

Bibliografia

Acemoglu, D. Robinson, J. 2012 Why nations fail?: The origins of Power, Prosperity and Poverty, Deckle Edge, US.
Acemoglu, D. Robinson, J. 2006. Economic Origins of Dictatorship and Democracy. Cambridge: Cambridge University Press, UK.
Caleiro, A.B. Rocha de Sousa, M. (2015/16) Teoria dos Jogos aplicada às Relações Internacionais. UEvora.
Dixit, A., Skeath, S., Reyley, D. 2015 Games of strategy. London &NY: W.W.Norton.
Gibbons, R. 1992. A primer in Game Theory. 1st edition. London: Harvester & Wheatsheaf, UK.
McCarthy, N. Meirovitz, A. 2007. Political game theory. 1st edition. Cambridge: Cambridge University Press.
Narizny, K. 2007. The political economy of grand strategy. Ithaca: Cornell University Press, US.
Ordeshook. P. 1995. Game Theory and Political Theory: An Introduction. NY: Cambridge University Press, US.
Rasmusen, E. 1994. Games and Information: An introduction to Game Theory,2nd edition, Basil Blackwell, UK.
Spaniel, William. 2012. The Rationality of War. Amazon Digital.

Equipa Docente (2023/2024 )