ProMira-Desenvolvimento de metodologias com aplicação na Recuperação, Protecção e Gestão das pradarias marinhas e dos sapais do estuário do Mira como suporte vital às actividades de pesca, aquicultura e como viveiro de espécies

Cofinanciado por:
Project title | ProMira-Desenvolvimento de metodologias com aplicação na Recuperação, Protecção e Gestão das pradarias marinhas e dos sapais do estuário do Mira como suporte vital às actividades de pesca, aquicultura e como viveiro de espécies
Project Code | 31-03-02-FEP-0006
Main objective |

Region of intervention |

Beneficiary entity | Universidade de Évora(líder)

Approval date | 16-09-2013
Start date | 01-10-2013
Date of the conclusion | 03-09-2015

Total eligible cost |
European Union financial support |
National/regional public financial support |

Summary

As finalidades do projecto enquadram-se nas prioridades do Eixo III do PROMAR na tipologia relacionada com as medidas de apoio à protecção e desenvolvimento sustentável da fauna e da flora aquática.

As pradarias marinhas e os sapais são ecossistemas estruturantes das comunidades pelágicas e bentónicas que lhe estão associadas, foram recentemente descritos como “engenheiros dos ecossistemas” estuarinos e marinhos. Formam os ecossistemas mais produtivos de todo o planeta. Muitos estudos mostram que a fauna associada a estes povoamentos de plantas intertidais e subtidais, têm elevada biomassa, diversidade e produtividade, comparativamente aos sedimentos sem plantas. Constituem importantes viveiros naturais para os juvenis de espécies de grande interesse económico, podendo-se destacar a presença de populações muito abundantes de moluscos bivalves, crustáceos e peixes. Em todo o Mundo e em particular nos países mais desenvolvidos as pradarias marinhas e os sapais apresentam uma taxa de declínio sem precedentes, sugerindo uma crise global destes ecossistemas.

A finalidade deste projecto é providenciar o conhecimento essencial para a aplicação de metodologias de recuperação e apoiar propostas de regulamentação para a protecção de habitats costeiros de sapal e pradarias marinhas. Este objectivo será atingido através da avaliação e monitorização integrada da recuperação natural dos sedimentos, fauna e flora e respectivo estado fisiológico das pradarias marinhas de Zostera nolltii do estuário do Mira (costa sudoeste de Portugal) após total colapso. Acompanhar esta recuperação é uma oportunidade sem precedentes para obter o conhecimento que permitirá escolher medidas de recuperação e gestão sustentável e eficazes com benefícios económicos directos para as actividades económicas associadas à pesca contribuindo deste modo para protecção dos recursos naturais e preservação dos valores ambientais dos estuários.

 

 


Objectives, activities and expected/achieved results

Este projecto pretende atingir um conjunto de objectivos que nos colocará em condições de estabelecer medidas fundamentadas e bem sustentadas para a Recuperação e Protecção da Flora e Fauna dos ecossistemas com vegetação das zonas costeiras. Os objectivos específicos são:

1)    Conhecer o ambiente físico-químico e perceber quais os factores de risco para as espécies associadas.

2) Investigar e monitorizar sazonalmente a evolução da qualidade fisiológica dos sedimentos e da água do estuário durante o processo de recuperação natural da pradaria marinha Zostera noltii.

 3) Monitorizar o estado ecofisológico das plantas de Zostera durante a recuperação.

4) Investigar as alterações e o padrão de evolução de biodiversidade das comunidades biológicas estruturantes do funcionamento destes ecossistemas que são responsáveis pelo equilíbrio entre os sedimentos a flora e fauna: comunidades microbianas do sedimento, plantas macrófitas e comunidades bentónica (meiofauna e macrofauna) e ictiofauna. 

 5)  Avaliar o impacto da pesca e marisqueiro (predação humana) na recuperação natural do habitat. 

 6)  Integrar os dados obtidos da recuperação dos sedimentos, flora, fauna e impactos da pesca para compreender as bases ecológicas da recuperação de habitats. 

 7)  Elaboração de propostas de metodologias para aplicar na recuperação, protecção e gestão de pradarias marinhas e sapais.

 8)    Sensibilização dos agentes interessados.