(Re)definição de uma rede de Ensino Superior em Portugal: desafios decorrentes de demografia, do crescimento económico e da coesão regional.

Cofinanciado por:
Project title |
Project Code | PTDC/CPE-PEC/103727/2008
Main objective |

Region of intervention |

Beneficiary entity | Universidade de Évora(líder)

Approval date | 16-09-2009
Start date | 01-05-2010
Date of the conclusion | 30-04-2013

Total eligible cost |
European Union financial support |
National/regional public financial support |

Summary

The recent negative trends in demand for higher education and the consequent excess capacity in the system, prompted a key question in the OECD’s (2006, p. 99) report on tertiary education in Portugal: is there a need to downsize or consolidate the institutional landscape? While the answer to this question is essentially political, it should however be grounded on solid evidence, since it involves a series of distinct scenarios and different choices for governance and regulation.First and foremost, it is crucial to consider the effect of demographic trends and their impact on the global number and regional dispersion of university age students. Declining birth rates and a resulting ageing population may potentially create excess capacity on most higher education institutions (HEI). However, policymakers should not be retained solely by the demographic effect on demand. Portugal is at the bottom of the league whenever population’s average education levels are compared, and the evidence is clear and almost unanimous in the connection between education levels and growth. Convergence to EU or even OECD average education and development levels requires a rapidly increasing participation rate in tertiary education. Excess capacity left by a shrinking university age cohort could therefore be occupied by older age students.The second dilemma concerns the geographical distribution of HEI. On the one hand, supply tends to settle wherever demand requires. United Nations’ projections reveal that by 2015 only a small fraction of the Portuguese population will live outside the two major attractors, Lisbon and Oporto.Financial efficiency considerations, alone, suggest that there is where HEI should be. In a relatively small country, young people from outside those two major agglomerations could go there to obtain the degree and eventually return to live and work in their hometowns. On the other hand, policymakers should also consider the effects of a geographically more unbalanced distribution of institutions. The concentration of institutions could discourage access of youngsters from lower income families and also older and part-time students in peripheral regions.

Objectives, activities and expected/achieved results

Objectives

1) Quais os efeitos, na procura de ensino superior, no curto e no longo prazos, decorrentes da evolução demográfica, aos níveis nacional e regional?

Este estudo irá utilizar os resultados obtidos num projecto anterior (em curso) que visa determinar a evolução da estrutura da população portuguesa (PTDC/SDE/68126/2006), utilizando a mesma metodologia, com o objectivo de estimar regionalmente as tendências demográficas no que respeita à subpopulação de potenciais candidatos ao ensino superior.

2) Quais as variáveis, para além da demografia que podem influenciar a procura de ensino superior?

Dados recentes mostram que a taxa de crescimento da procura de ensino superior não tem coincidido, em absoluto, com o ritmo de evolução dos jovens em idade de entrar na universidade.Esta verificação sugere que outros factores, nomeadamente de natureza socioeconómica, deverão ser considerados na análise da procura de ensino superior: por exemplo, o rendimento e os níveis de educação da família de origem, as taxas de retenção nos anteriores graus de ensino, o valor das propinas, o apoio da Acção Social bem como os prémios salariais. Ainda podemos procurar verificar se esta procura reflecte a alteração das políticas de ensino superior ou a introdução do chamado Processo de Bolonha.

3) Como é que a distribuição regional de IES influencia o número e a distribuição de candidatos ao ensino superior?

Para responder a esta questão, analisaremos os dados de um inquérito nacional aplicado aos estudantes do ensino superior no momento da respectiva inscrição.Em suma, este projecto visa contribuir para a identificação de cenários relativos à dimensão óptima e a distribuição da rede de IES em Portugal, assumindo, em simultâneo, a consideração de dois objectivos: as pressões com vista a uma utilização eficiente de recursos públicos e a necessidade de melhorar o crescimento económico e a coesão territorial.

Activities

Publicação de um livro

Publicação de artigos em revistas nacionais e internacionais

Apresentação de comunicações em reuniões científicas em Portugal e no estrangeiro

Elaboração de uma tese de doutoramento e de duas teses de mestrado