Laboratório Químico Agrícola

O Laboratório Químico Agrícola (LQA) da Universidade de Évora, criado pela Ordem de Serviço nº 1/86 de 22 de Agosto de 1986, é uma unidade individualizada, interdisciplinar, que tem como objectivo principal a realização de análises no domínio da fertilidade do solo e nutrição mineral das culturas e emissão de recomendações de utilização de fertilizantes e correctivos.

O LQA é membro da Comissão Interlaboratorial de Análise de Terras e Plantas (CIATP), criada em 23 de Agosto de 1986, por despacho conjunto dos Secretários de Estado da Agricultura e Ensino Superior.

Associada à análise química dos solos que continua a ser a sua actividade principal o LQA oferece também aos seus utentes uma prestação de serviços na área da análise química da matéria vegetal.

(Para informação complementar consulte http://www.lqa.uevora.pt )

Contactos
Tlf.: +351 266 760 800
Fax: +351 266 760 912
Ext.: MIT-4425
Morada:
Laboratório Químico Agrícola
Universidade de Évora
Pólo da Mitra
Apartado 94 7002-554 Évora

Funcionários

Competências

Regulamento do Laboratório Químico Agrícola - Ordem de serviço nº 8/96 de 18 de julho

Fornecer serviços de análise aos solos e serviços de consultoria na nutrição e no uso de fertilizantes no setor agrícola.

(Fonte: nº 1 do Regulamento do Laboratório Químico Agrícola)

Prestação de serviços e consultoria no âmbito da realização de análises de solos e plantas e apoio à decisão sobre recomendações de fertilização de culturas.

(Fonte: Focus Group)

1. Planear a atividade do Laboratório
2. Gerir os recursos afetos ao laboratório
3. Promover e gerir a interligação com outras unidades internas da Universidade

(Fonte: nº 2.1.3 do Regulamento do Laboratório Químico Agrícola)

Perfis Gerais das Pessoas para os Requisitos e Competências/Atribuições

Competências pessoais

1. Capacidade de trabalho em equipa
2. Relação interpessoal
3. Comunicação interna e externa (clientes, fornecedores e parceiros);
4. Resolução de problemas
5. Adaptação e melhoria contínua
6. Tolerância à pressão e contrariedades

Competências técnicas

1. Capacidade de realizar os procedimentos laboratoriais indispensáveis para a prestação dos serviços previstos;
2. Acompanhamento (atualização) técnica.
3. Cumprimento dos requisitos de segurança laboratorial
4. Realização e orientação para resultados
5. Planeamento e Organização
6. Conhecimentos especializados e experiência
7. Relacionamento interpessoal
8. Responsabilidade e compromisso com o serviço
9. Tolerância à pressão e contrariedades 10. Iniciativa e autonomia

(Fonte: Entrevista individual)

Esta informação ainda não incorpora o contributo dos trabalhadores, indicados pelos superiores hierárquicos, que participaram nas sessões realizadas pelo grupo de trabalho nomeado pelo Despacho nº 42/2016, de 16 de maio.