Serviços Técnicos

Os Serviços Técnicos constituem uma Direcção de Serviços e compreendem duas Divisões, designadamente a Divisão de Planeamento, Projectos e Obras e a Divisão de Gestão e Manutenção das Instalações e Equipamentos, que por sua vez são constituídas por sectores.

  • A Divisão de Planeamento, Projectos e Obras compreende o Gabinete de Planeamento e Projectos e o Sector de Obras e Fiscalização.
  • A Divisão de Gestão e Manutenção das Instalações e Equipamentos compreende o Gabinete de Apoio Técnico-Administrativo, o Sector de Gestão, Organização e Manutenção das Instalações e o Sector de Equipamentos.
Contactos
Tlf.: +351 266 759 360
Morada:
Serviços Técnicos, Casa Cordovil, Rua Dr. Joaquim Henrique da Fonseca

7000-890 Évora

Pessoas

Funcionários

Competências

Regulamento dos STEC – Despacho nº 4303/2016 (2ª série) de 28 de março

Os Serviços Técnicos desenvolvem a sua ação nos domínios do planeamento, projeto, construção e fiscalização de obras e da gestão, manutenção e funcionamento dos edifícios e equipamentos.

Os Serviços Técnicos constituem uma direção de serviços e desenvolvem a sua ação nos domínios da programação, construção e fiscalização de obras, da manutenção, conservação e reparação de instalações e equipamentos, da elaboração de projetos de arquitetura, da gestão das oficinas de reprografia e encadernação e oficina de serralharia, da segurança e higienização dos espaços, gestão dos espaços comuns, controlo de acessos aos edifícios, apoio logístico a eventos e atividades letivas.

(Fonte: Artigo 76º dos Estatutos da UÉ e Artigo 1º, nº 2 dos Regulamentos dos Serviços Técnicos da UÉ)

O Serviço é composto de duas divisões e um gabinete de apoio à gestão das instalações.

1. Apoiar a elaboração de planos de desenvolvimento e candidaturas a projetos de investimento
2. Elaborar e coordenar programas preliminares e pequenos projetos de arquitetura e coordenar projetos das especialidades
3. Elaborar cadernos de encargos de procedimentos de contratação pública (projetos, empreitadas, bens e serviços)
4. Acompanhar e analisar projetos de arquitetura executados por entidades externas
5. Acompanhar obras executadas por entidades externas
6. Fiscalizar obras de pequenas dimensões
7. Assegurar o transporte rodoviário de pessoas e bens
8. Conservar e manter as instalações e equipamentos (instalações elétricas, mecânicas e parque automóvel)
9. Apoiar ao nível técnico os Serviços de Ação Social
10. Apoiar ao nível técnico e logístico na realização de eventos e das atividades letivas
11. Assegurar as medidas de autoproteção no âmbito da segurança e higiene no trabalho
12. Executar trabalhos de reprografia, offset e conceção gráfica
13. Assegurar a limpeza dos espaços
14. Assegurar a segurança contra intrusão nas instalações e espaços exteriores
15. Controlar o acesso aos edifícios e parques de estacionamento
16. Assegurar a abertura e encerramento dos diversos edifícios
17. Monitorizar as despesas de funcionamento
18. Gerir os recursos afetos ao Serviço
19. Promover a integração de beneficiários de programas ocupacionais e de reinserção social
20. Realizar obras de manutenção e conservação nos edifícios e espaços

(Fonte: Artigo 3º, nº 1, Artigo 4º, nº1 e Artigo 5º dos Regulamentos dos Serviços Técnicos da UÉ)

Perfis Gerais das Pessoas para os Requisitos e Competências/Atribuições

Competências técnicas

1. Formação superior na área da arquitetura e engenharia
2. Conhecimentos de informática (plataforma informática, autocad, office)
3. Domínio da língua portuguesa (oral e escrita)
4. Conhecimento diversificado de construção, reabilitação e manutenção
5. Conhecimento da legislação aplicável à construção civil
6. Conhecimentos diversificado de instalações especiais e segurança
7. Conhecimentos na área da jardinagem
8. Manutenção e gestão de bens
9. Capacidade para executar atividades e tarefas de forma crítica e de sugerir novas práticas de trabalho, com vista ao aumento da qualidade do serviço prestado

Competências pessoais

1. Competências de coordenação e liderança
2. Assertividade
3. Gestão de equipas de trabalho
4. Compromisso para o serviço
5. Orientação para os resultados
6. Autonomia
7. Polivalência 8. Proatividade 9. Espírito de equipa 10. Contribuir para os objetivos da missão;
11. Orientação para serviço público
12. Definir estratégias e objetivos que permitam antecipar as necessidades de adaptação do serviço à realidade interna e externa;
13. Iniciativa;
14. Criatividade;
15. Definir uma estratégia de atuação clara, concreta e ambiciosa para o Serviço;
16. Gerir os recursos humanos, materiais e técnicos afetos aos Serviços;
17. Avaliar e orientar o desempenho e eficácia do Serviço.

(Fonte: Entrevista individual)

Esta informação ainda não incorpora o contributo dos trabalhadores, indicados pelos superiores hierárquicos, que participaram nas sessões realizadas pelo grupo de trabalho nomeado pelo Despacho nº 42/2016, de 16 de maio.